3 de jun de 2009

Orkestra Rumpilezz lança debut em 2009

A Orkestra Rumpilezz, capitaneada pelo maestro e saxofonista baiano Letieres Leite, lança seu álbum de estréia no segundo semestre de 2009, pelo selo Biscoito Fino. A dica é do crítico Mauro Ferreira. A orquestra é uma das paixões de Ed Motta, que praticamente apadrinhou o grupo, e divulga-os como a melhor coisa feita atualmente no Brasil, tanto que 'emprestou' um tema seu (Balendoah, do CD Aystelum) para a big-band jazz-nagô. Segundo Lucas Jerzy Portela, o disco da Rumpilezz será mixado em Nova York por ninguém menos que Joe Fella (o lendário engenheiro de som de John Coltrane).

O som do grupo remonta ao afro-jazz do finado Moacir Santos, fundindo o jazz de big bands à cultura do candomblé (aliás, o nome do grupo é a junção de três atabaques da religião africana, rum, rumpi e lé). Segundo ainda Mauro Ferreira, o disco será gravado ao vivo no Teatro Castro Alves.

Segundas com a Rumpilezz

Os dezenoves músicos da orquestra e mais o maestro Leitte estão se apresentando, neste mês de junho, todas as segundas-feiras, no Teatro Jorge Amado (UEC Pituba), em Salvador, BA. Com um convidado especial a cada noite.
Parceria afro-jazz: o maestro Leite e o fã-convidado Ed Motta.
Visite o site oficial: Rumpilezz / MySpace

3 comentários:

Marcelo Donati disse...

Wallpaper da Orkestra Rumpilezz - link:
http://www.rumpilezz.com/arquivo_banda/wallpaper_1024x768.jpg

Lucas Jerzy Portela disse...

Quem disse que a engenharia vai ser do Fella foi o prórpio Letieres, na estreia da serie deles no Teatro Jorge Amado, esta semana. E que receberam convite pra morar um tempo na Suécia (o que é mal porque, acontecendo, desfalca não só a Rumpilezz, como o Neojibá, a Orquestra Jovem Dois de Julho, a OSBA, e a Jam Session do MAM Solar do Unhão. Já que essa galera toda junta veio a dar na Rumpilezz. E mais a "cozinha" de Daniela Mercury - Emerson Taquari - e de Ivete - o próprio Letieres).

De resto, muito obrigado por me citar nominalmente, ao meu blog, e por usar a expressão que eu cunhei (e Letieres diz que gostou) "big band jazz nagô". É um great-ragtime do tamanho de Olorum, mesmo!

sinta-se a vontade de colocar o Último Baile como seus links aí no seu blog. Embora eu não seja exatamente fã de Ed Motta - de Tim Maia, sim. Se toca no rádio, me arrepiam os cuelhos. Se toca na boate, danço parecendo maluco.

Marcelo Donati disse...

Obrigado, Lucas, pela permissão e pelos comentários!
Criamos o blog justamente para divulgar o 'Ed Motta' que não toca nas rádios, que tem temas intricados que bebem em diversas fontes musicais, como o afro-jazz, soul dos 60, 70, rock e pop dos 70 e 80, as trilhas sonoras de filmes noir, os musicais da Broadway, a pesquisa de timbres e intrumentos 'vintage', mas sem usar o 'modeling' vigente, enfim, pra mostrar que Ed Motta é muito mais que 'Manuel'. Valeu!